Dreadlocks: Qual o seu verdadeiro significado para os Rastas?


Apesar de muitas pessoas verem os "dreads" apenas como um estilo de cabelo, ter dreadlocks envolve toda uma cultura cheia de crenças, diretamente ligada ao Movimento Rastafári.


Dreadlocks são tubos de cabelo emaranhado de tamanhos diferentes que formam um tipo de cabelo. Cabelo emaranhado que cresce naturalmente sem o uso de escovas ou tesoura. Contrariamente aos mitos mais comuns, dreadlocks "não se faz com cola ou produtos químicos" ou nem são a casa de insetos e aranhas. Não é um cabelo sujo e que cheira mal, é um cabelo sem corte ou penteado que devem ser lavados com freqüência.

Popularmente conhecido como "dreadlocks", são fortemente associados como um símbolo de identidade do Movimento Rastafári, inspirado por Marcus Garvey.

Para os Rastas ter Dreadlocks é representar a figura do "Lion of Judah". Símbolo da pureza, da não-violência, luta e rebelião contra o sistema, contra a Babilônia. Eles são a expressão mais íntima de uma maneira pura e espiritual da vida.

Mulheres com cabelos dreadlocks.
Quando o Movimento Rastafári começou na década de 1950, o penteado chamado Dreadful, que significa "terrível" em português, que em seguida evoluiu para o que hoje é chamado de dreadlocks, ou comumente dito, Rastas. Aqueles que usavam este penteado, especialmente na Jamaica, foram constantemente presos e maltratados pela polícia, a quem tinha o direito de raspar a cabeça e rotulá-los socialmente como as pessoas "rebeldes e perigosos".

Homens com cabelos dreadlocks.
E até então, o lendário Bob Marley fazer sua entrada no mundo da música internacional, que as sociedades começaram a entender um pouco o significado dos dreadlocks. Mas, ainda assim, eles são geralmente desaprovados pelo o senso comum que automaticamente os associa ao medo, a estranheza e a desconfiança das pessoas que os possuem. O Rasta com dreadlocks, muitas vezes são discriminados e, assim, encontra muita dificuldade para conseguir um emprego. É por isso que muitos Rastas (especialmente na Jamaica) estão deixando sua cultura de lado, isto é, passando a viver sem os dreadlocks.

Muito rastafaris e outras pessoas religiosas usam dreadlocks com referência aos seguintes prescrições bíblicas:

Levítico 21: 5 Não farão calva na sua cabeça, e não raparão os cantos da barba, nem na sua carne. Levítico 19:27 Você não deve arredondar o seu cabelo, corte e as bordas de sua barba.
Números 6: 5 Nazir Guest (Nazireu): Enquanto consagrada pelo voto, navalha não tocará sua cabeça. Até o período de seu voto ao Senhor é cumprida, ele será dedicado e ser autorizados a crescer o cabelo.
Em diferentes culturas e religiões, acredita-se (desde os tempos antigos) que manter o cabelo ligado ao corpo faz a energia permanecer dentro de cada um, mantendo a pessoa forte e saudável.
Homens desde muito tempo já usavam dreadlocks em diversas partes do mundo.
É importante esclarecer no post, que Dreadlocks, apesar de ser um símbolo do Movimento Rastafári, servindo muitas vezes para identificar pessoas adeptas a este modo de viver e ver a vida, ter dreadlocks não significa unicamente que a pessoa é adepta ao Rastafarianismo ou Movimento Rastafári (como muitos rastas preferem falar ao se referir ao movimento).

Referências:
Vida Rasta (em espanhol)
Versículos Bíblicos
Fotos retiradas da internet