Cidade Verde Sounds lança novo álbum, ouça ''O Jogo''


Cidade Verde Sounds apresenta "O Jogo", o mais novo álbum da banda.


O terceiro disco do Cidade Verde Sounds está pesado. Intitulado O Jogo, ele é a confirmação do fenômeno no qual o grupo se tornou. Rodando o Brasil incessantemente  com os shows lotados de jovens politizados e de cabeça aberta  Guilherme Adonai e Paulo Dub Mastor reverberam suas ideias pelo país e fora dele.

O Jogo - lançado digitalmente no dia 30 de Outubro  começou a ser concebido em Kingston, na Jamaica, em 2014. As músicas “Rebelde na Esquina”, “Hoje” e “O que a vida traz” foram produzidas nos estúdios Tuff Gong, que pertenceu a Bob Marley.

A faixa título, que abre o disco, é uma mistura de reggae com ragga. A letra complementa a imagem da capa: “o microfone é a extensão da cabeça”. Para o Cidade Verde Sounds, o reggae é mais do que mensagens de paz e respeito à natureza. O estilo criado na Jamaica é uma verdadeira arma.
“A essência do reggae é o protesto, é o dia a dia do gueto, do brasileiro. Não é só paz amor e praia”, justifica Adonai.
Os ritmos jamaicanos do Cidade Verde Sounds são altamente produzidos e inovam nos beats. “Dancehall Style” é um convite para a pista de dança. Já o convidado Monkey Jhayam solta o verbo em “Real Raggamuffin”. Seu vocal ragga ganha corpo com a base eletrônica de Dub Mastor: uma mistura de trap com dubstep - bass music da pesada!

Com um forte discurso contra a proibição da maconha, a música “É Proibido” relembra que “já chegou a hora de uma reavaliação”.

Uma parceria que reforça o respeito dos artistas veteranos pelo Cidade Verde Sounds é a presença de Zeider Pires (vocalista da banda Planta & Raiz) na música “Hoje” - um reggae ensolarado que dá vontade de viver.

Estar com Você” é o momento funkeado, com os sopros em primeiro plano nesta balada. O funk segue regendo a faixa seguinte, “Por Amor”, que ganha os beats do DJ Coala e as rimas de Nissin, do grupo Oriente, um combo de rap poderoso, que também vem trocando ideias com os jovens de todo o Brasil.

Viver como um Só”, que foi uma parceria com o selo Oneness Records, da Alemanha, relata as diferenças entre as pessoas e convoca a todos para enxergar beleza nas outras culturas e nas diferentes formas de pensar (Assista Aqui).

A última faixa, “Red Eyes”, uma balada acústica, já tem um clipe lançado que conta com mais de meio milhão de visualizações no YouTube (Assista Aqui). O disco foi masterizado por Fernando Sanches no Estúdio El Rocha.
A mensagem está no ar – e na rede!

Ouça Cidade Verde Sounds - O Jogo



Biografia Cidade Verde Sounds

Formado em 2005, os maringaenses do Cidade Verde Sounds andam fazendo muito barulho por onde passam. Adonai é quem canta e compõe as canções, Dub Mastor é o mago por trás dos arranjos, bases e mixagem ao vivo, trazendo uma experiência única a quem vai ao show.

São dez anos de muita caminhada de norte a sul do Brasil, centenas de shows com milhares de fãs. Hoje o Cidade Verde Sounds se consagra como um verdadeiro fenômeno musical entre o público jovem. O som da dupla passeia entre todos os ritmos jamaicanos, mas também conversa com o rap, trap e ainda tem uma pontinha de funk.

Desde o primeiro disco, Reggae Presidente (2011), o Cidade Verde Sounds já conquistou os fãs dos sons da Jamaica. Isso porque o lançamento contou com as participações pesadas de Eek-a-Mouse, Ranking Joe e Sizzla Kalonji. O clipe "Faroeste" conta com mais de 1 milhão de views.

Em 2013, lançam o segundo CD, Missão de Paz. Em menos de três dias, o single homônimo chega a 25 mil visualizações no YouTube. Desta vez, o Cidade Verde Sounds inovou sua sonoridade com parcerias: Dean Fraser nos metais, Fitzroy Green (baterista do Alborosie) e músicos Jamaicanos. Vai o destaque para as canções "No Coca", "Até o Fim" e "Plantando Ganja" que contam com esses artistas de bagagem internacional. Missão de Paz foi o disco que firmou a dupla Adonai e DubMastor como um fenômeno no novo cenário reggae/dub/rap. O álbum conta ainda com a participação do grupo de rap Oriente na canção "Eu Meto o Pé" e de Junior Dread na canção "Mais Esperança".

No mesmo ano, o Cidade Verde Sounds começou a cair na estrada com grandes artistas internacionais que vieram em turnê para o Brasil. Acompanharam a diva do reggae Dezarie nas turnês de 2013 e 2014, abriram os shows de Alpha Blondy e The Wailers, nos maiores palcos do Rio de Janeiro: Circo Voador e Fundição Progresso, respectivamente. Em março de 2015, foram um dos shows de abertura do maior nome do reggae mundial: Damian Marley, que se apresentou no Espaço das Américas em São Paulo.

E não é só no Brasil que o nome da dupla cresce, por duas vezes se apresentaram na Costa Rica onde a música "Real Ganjaman" é executada nas rádios diariamente.

Em 2014 o Cidade Verde Sounds embarcou para a Jamaica pela primeira vez e voltou com o EP In Jamaica Project, uma profunda incursão às raízes jamaicanas. Suas oito faixas foram gravadas nos Estúdios Tuff Gong (de Bob Marley) e Harry J. onde as maiores lendas já estiveram presentes. As músicas “Roots” e “Não Tenha Medo” tiveram clipes gravados em várias localidades da Jamaica. E também foi lançado um mini documentário para todos os fãs acompanharem essa viagem histórica para o reggae Brasileiro.

Nas redes sociais o crescimento é constante. No you tube, a banda possui mais de 8 milhões de visualizações. A página do facebook já conta com quase meio milhão de seguidores e segue em ritmo acelerado de admiradores. A agenda segue frenética de Norte a Sul do Brasil.


Créditos: Nathalia Birkholz - nathalia@tropi.press