Participe da Marcha da Maconha São Paulo 2015



Marcada pro dia 23/05, às 14h20, no MASP, a Marcha da Maconha São Paulo 2015 vai tomar as ruas da cidade para exigir a legalização da produção, distribuição e uso de cannabis no Brasil — o primeiro passo rumo ao fim da “guerra às drogas”.

Não marchamos pelo CBD, THC ou qualquer outra sigla que interesse à Industria Farmacêutica e seus lucros exorbitantes. Queremos a legalização da maconha por completo e para seus mais variados fins, do uso medicinal ao recreativo, sem massagem, e não daremos nenhum passo atrás.

A proibição já se mostrou ineficaz em cumprir seu papel anunciado, o de: controlar o uso de substâncias e plantas ilícitas, que a cada ano estão mais acessíveis, como a maconha. Então, por que insistir numa política que apenas leva a mortes e prisões, colocando o Brasil entre as 3 maiores populações carcerárias do mundo, com 715.655 pres@s? Por que não dar uma chance para a primavera verde florescer e provar que é possível construir uma política de drogas mais sensata e humana? Plantemos as sementes, quebremos as correntes.

Hoje, mais do que nunca, é inegável que a proibição só interessa àqueles que lucram com essa perversa máquina de moer vidas e cercear liberdades chamada “guerra às drogas”. Como toda guerra, ela mira pessoas como eu e você, levando a tragédia aos nossos lares e vizinhos, sobretudo nas periferias, onde a bala não é de borracha e a polícia se esconde atrás de uma lei absurda para cometer atrocidades. Quem ri e conta dinheiro sujo de sangue, enquanto choramos nossas dores são: bancos, grandes farmacêuticas, donos de clínicas de reabilitação, juízes, promotores, políticos e policiais corruptos. E se eles riem, nossas dores se somam, transformando-se na mais digna raiva direcionada ao proibicionismo.

Sim, temos raiva. Porém, não deixamos a alegria de lado na luta por liberdade. Do corpo pra dentro, quem manda somos nós. Não cabe ao Estado autorizar uma conduta individual que não afeta a vida de terceiros, como o uso de maconha. Então, assim como feministas levantam a bandeira do direito ao próprio corpo, nós, antiproibicionistas, somamos nossas vozes nessa luta pela liberdade e contra a ingerência Estado, que, embora nos acuse, é o verdadeiro criminoso.
Usuários ou não usuários, vendedores ou não vendedores, cultivadores ou não cultivadores, tod@s viramos inimigos do Estado no momento em que nossas ruas se tornaram campos de batalha onde “balas perdidas” insistem em achar corpos inocentes e o vermelho do sangue já foi naturalizado no cotidiano. Vivemos uma tragédia. E quem ousa desafiá-la é apontado como criminoso, trancado numa jaula ou enterrado numa cova, com a justificativa de estar envolvido com a economia das drogas, seja usuário, vendedor/traficante ou produtor/cultivador.

Fomos convocados a lutar em uma guerra que não escolhemos travar — e não aguentamos mais a ignorância e a estupidez nas quais ela se baseia. Ao contrário do proibicionismo, que impõe sua lógica, convocamos a sociedade para debater sobre a legalização da maconha neste processo que começa hoje e não acaba no dia 23/05. Basta de pres@s por plantar, usar ou vender. Chega de mort@s pela guerra às drogas!


Participe das atividades que vão rechear o calendário da Marcha da Maconha SP 2015 com muita cultura e informação. A Marcha é organizada de maneira horizontal e, caminhando e perguntando, está em eterna construção e sempre aberta a nov@s integrantes, optando sempre por fazer política de baixo pra cima. Venha para a rua soltar seu grito de indignação (e muita fumaça!) na que promete ser a maior Marcha da Maconha que o Brasil já viu. Traga seu bloco, seu batuque e suas cores, essa é uma Marcha onde cabem muitas marchas.

Acesse o site oficial da Marcha da Maconha para mais informações: www.blog.marchadamaconha.org

MARCHA DA MACONHA SÃO PAULO 2015 – 23/05, 14h20, no MASP
Pela liberdade d@s noss@s pres@S
Em memória a@s noss@s mort@S
#LEGALIZE