Música e história: entenda o significado da palavra Odisseia



Viajando nessa louca babilônia, é que percebemos que muitas palavras encontradas nas canções reggae tem um significado mais específico e muitas vezes desconhecido pela a maioria, tornando muitas vezes uma canção mais complicada para o entendimento de todos. É o caso da canção "Odisseia na babilônia" da banda Ponto de Equilíbrio, que apesar de ser bem popular e ser um dos sucessos da banda, muitas pessoas desconhecem o significado dessa tal palavra. Afinal, você sabe o significado da palavra Odisseia?

Bom, se você ainda não sabe; iremos lhe explicar!

Origem do nome: 

O nome “Odisseia” vem de “Odysseus”, herói grego, rei de Ítaca, que os latinos chamaram de Ulixes (Ulisses).

Origem da Odisseia: 

A teoria sobre a origem da Odisseia sustenta que o poema foi mantido e transmitido oralmente, durante séculos, pelos “rapsodos” – um soberbo contador dos épicos da antiga Grécia, uma vez que Homero nunca escreveu o poema, pois na época de sua provável existência, a escrita não chegara à Grécia.

O que é Odisseia: 

Odisseia é um poema épico do século IX a.C., descrito pelo poeta grego Homero. Odisseia é, na verdade, a sequência de um outro poema igualmente conhecido de Homero, chamado Ilíada, e ambos foram escritos no século VIII a.C. Odisseia é o relato de um herói da Guerra de Troia chamado Ulisses, um Deus da mitologia grega, que após diversas batalhas e destruições, demorou dez anos para poder voltar para sua terra natal Ítaca.

Obra: 

A obra é famosa até os dias atuais, é considerado um dos poemas mais lidos da literatura clássica e já foi traduzida em diversos idiomas, onde toda a jornada é composta por 24 livros. Além da obra Odisseia, Homero influenciou diversos livros, como Os Lusíadas, de Luís Vaz de Camões ou Ulysses, de James Joyce, onde todos narram histórias de superação por parte dos protagonistas, e a luta para sobreviver em ambientes perigosos.

A primeira parte da Odisseia é chamada “Telemaquia”, por tratar de Telêmaco, filho de Ulisses e Penélope. Abrange os cantos I a IX, nos quais Ulisses não aparece, ele só existe através das alusões à sua ausência, pois deixara Ítaca, rumo a Troia, para a Guerra.

Na segunda parte, que compreende os cantos V a XIII, ele relata as aventuras que Ulisses viveu durante a viagem, com a assistência de Atena, deusa da sabedoria, da razão e da Guerra.

A terceira parte da Odisseia tem como tema a vingança de Ulisses. De volta a Ítaca, após vinte anos, disfarça-se de mendigo e mistura-se ao povo. Gradativamente se inteira das traições cometidas na sua ausência. Aos poucos vai se identificando e junto com seu filho, luta contra os usurpadores, vencendo e exterminando todos, reassume o seu trono.

A palavra ganhou outro significado:

Passando do poema da Grécia Antiga, depois da obra de Homero, Odisseia passou a significar então, qualquer viagem longa cheia de aventuras e histórias extraordinárias, com uma série de acontecimentos e fatos.

Já encaixando na música o termo cantado "Odisseia na babilônia" significa basicamente a viagem que o homem rasta vive nesse mundo cheio do caos das grandes cidades que chamamos particularmente de babilônias.

Agora que você já sabe o significado da palavra "Odisseia" você pode cantar a vontade, pois temos certeza que essa Odisseia tem muito a ver com você, já que tanto o homem rasta quanto qualquer outro ser humano vive essa viagem cheia de aventuras e histórias extraordinárias, sempre com muitos acontecimentos que todos nós conhecemos como "vida".