Candidato à presidência Eduardo Jorge ganha jingle que deixaria Bob Marley orgulhoso



Abordando um tema muito interessante e para muitas pessoas, considerado polêmico, que é o da legalização da Maconha no Brasil.

O candidato à presidência pelo o Partido Verde, Eduardo Jorge, ganhou um jingle que deixaria Bob Marley orgulhoso, pois além de ter como uma das suas propostas a legalização como uma política correta de combate ao tráfico de drogas, Eduardo Jorge colocou um clássico do reggae em sua propaganda de campanha, a canção escolhida foi "Don’t Worry, Be Happy" de Bobby McFerrin que venho em uma nova versão.

Assista Eduardo, o Jorge:


Conheça um pouco da vida política do candidato Eduardo Jorge:

Deputado Estadual (83-86)
Como deputado estadual (1983/86) e federal (1987/2003), foi um dos criadores da legislação do Sistema Único de Saúde (SUS)

Deputado Constituinte (87)
Como deputado federal da Constituinte, em 1987, participou ativamente da legislação constitucional nas áreas de saúde, previdência e assistência social

Secretário Municipal de Saúde (89-90)
Eduardo foi secretário municipal da Saúde de São Paulo de 1989 a 90, no mandato de 1989 a 1993 da então prefeita Luiza Erundina (PSB), na época eleita pelo Partido dos Trabalhadores (PT)

Deputado Federal (década de 90)
Em 1993, como deputado federal, foi um dos autores da lei que prevê o benefício de prestação continuada de um salário mínimo para idosos e pessoas com deficiência comprovadamente pobres.

Mais tarde, em 1996, foi autor da lei que torna legal a esterilização voluntária de homens e mulheres e, em 99, responsável pela Lei dos Medicamentos Genéricos

Secretário Municipal da Saúde (2001-2002)
Ainda como militante do PT, Eduardo também foi secretário municipal da Saúde durante o mandato da Marta Suplicy (PT), nos anos de 2001 e 2002. Na gestão, o candidato municipalizou 200 equipes estaduais do Programa de Saúde da Família e implantou mais 520 equipes, melhorando o acesso à assistência básica de saúde.

Filiado ao PV (2003)
Deixa o Partido dos Trabalhadores (PT) para filiar-se ao Partido Verde (PV) em 2003. De 2005 a 2012, assume a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente na gestão dos prefeitos José Serra (PSDB) e Kassab (na época no DEM).

Em sua gestão, criou o Programa Carta da Terra, ampliou a área verde protegida municipal e implantou a Inspeção Veicular Ambiental

(2005-2012)
Ainda como Secretário do Meio Ambiente da cidade de São Paulo, Eduardo Jorge implantou a primeira Lei Municipal de Mudança Climática, com o intuito de diminuir a emissão de gases de efeito estufa.

Foi responsável também pelos Conselhos Regionais de Meio Ambiente e Cultura de Paz (CADES Regionais), ampliando a participação da popular nas decisões e políticas do setor

Autor do livro "Três ou quatro sementes de Araçá" (2013)
Após oito anos à frente da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo (2005/12), o presidenciável lançou coletânea com artigos e entrevistas sobre a experiência dele no cargo no ano passado.

Além de todas essas coisas que Eduardo Jorge fez e ajudou a fazer ele é um candidato simples, sonhador, idealista, ambientalista e adorável.

Saiba mais coisas que você nem sonhava que Eduardo Jorge fez e continuando tentando fazer, só que agora a nível nacional.

Ele é vegetariano. E quer incentivar a prática no Brasil. Por quê? “A alimentação vegetariana é mais saudável, portanto vai ser mais saúde, menos doenças e menos dinheiro que eu vou gastar no SUS com você.”edu

Ele realmente pensa no meio ambiente. Obviamente, muitos candidatos têm propostas ambientais em sua agenda. Afinal, a sustentabilidade é uma das maiores questão do planeta hoje. Mas não é à toa que Eduardo Jorge foi escolhido pelo Partido Verde para representá-lo na corrida presidencial: ele realmente vê a questão do meio ambiente como um tema prioritário do governo.

Ele anda de bicicleta e transportes públicos. Um dos maiores problemas das grandes cidades brasileiras é o excesso de carros. Quem mora em São Paulo ou no Rio de Janeiro sabe o nível insuportável ao qual o trânsito chegou. A solução – provada por muitos países europeus – são a bicicleta e os transportes públicos. Eduardo Jorge lidera pelo exemplo: em vez de simplesmente elogiá-los, realmente os usa sempre que possível.

Ele é um defensor dos animais. O vegetarianismo já diz tudo sobre a sua atitude perante os animais. Mas depois de aparecer com um cartaz contra os rodeios, ele nos conquistou de vez.

Ele usa caneta Bic. Os médicos costumam ser adeptos da elegante — e caríssima — caneta Montblanc. Mas existe coisa melhor do que uma Bic? Eficaz e barata. Ninguém precisa mais do que isso. Eduardo Jorge, apesar de ser médico por formação, não cede à pressão social e escreve de Bic, mesmo. Mais um atestado de sua simplicidade.

Em sua sala na Secretaria ele mantinha uma colônia de minhocas, para decompor o lixo orgânico e que, por isso, naturalmente, gerava certo odor desagradável. Ainda assim, Eduardo Jorge realizava todos os encontros políticos e reuniões com gente importante nessa sala, com cheiro e tudo.
    Ele queria abolir o uso do ar condicionado e dos elevadores (o prédio tem 10 andares + terraço) para economizar energia. Conseguiu somente que o ar condicionado fosse abolido no andar onde ficava o gabinete.
      Ele não usava elevador, subia e descia os 10 andares a pé todo dia.
        Ele não costuma comprar roupas. Um funcionário jura que em 90% das vezes que eu o vi, seja no gabinete dele ou até em eventos oficiais, Eduardo Jorge ia com uma camisa velha da Secretaria do Meio Ambiente ou uma do Botafogo.
           Ainda sobre roupas, toda semana chegava um pacote na casa dele com as roupas velhas do irmão, que mora longe. Ele usava isso e contava para todos.
            O ex-secretário é uma pessoa bem lógica. Um dia, uma diretora comentou com a secretária dele que um dos fatores principais de lentidão na rede era que o povo ficava usando demasiadamente as redes sociais. Ele ouviu da sala dele, levantou e mandou bloquear tudo, de todo mundo. Nem o setor de Comunicação entrava mais no Facebook.

              Ele mandou instalar um banheiro com chuveiro no terraço para todo mundo que ia trabalhar de bicicleta. Inclusive ele.
                Ele mandou instalar em todos os computadores da secretaria o seguinte aplicativo: http://www.greenpeaceblackpixel.org, que diminui o consumo de energia dos computadores.
                  Ele mudou todos os papéis da Secretaria para papel reciclável.
                    Era intolerante com atrasos e costumava resolver ele próprio os problemas que sabia resolver. Irritava-se e não tinha papas na língua ao reclamar de quem não cumpria sua tarefa, seja quem fosse. Em certa ocasião, falou aos palavrões com um secretário de Transportes, que demorava a liberar dados para o programa de Inspeção Veicular na época.

                    Gostou do candidato? Acompanhe ele nas redes sociais.
                    Curta sua pagina no facebook, siga no twitter e veja mais suas propostas em seu site oficial acessando: www.eduardojorgepv.com.br